Arquivos de Categoria: Eventos

VI ENCONTRO CATARINENSE DE ESCRITORES

Inscrições: https://www.sympla.com.br/vi-encontro-catarinense-de-escritores-__323410

postagem facebook

ESPAÇO EXPOSITIVO E COMERCIAL NO VECE

Book-Of-Life-side

Desde o último dia 25/10 está publicado o formulário para cadastro de reserva de espaço expositivo e/ou comercial no V Encontro Catarinense de Escritores (VECE).

Se você quiser vender seu(s) livro(s) publicado(s) de novembro/ 2016 até o dia 24/11/2017 ou ainda expor sua obra de artes plásticas, basta preencher até o dia 17/11 o formulário online encontrado em; https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScncwqaQRhRTwot0R44IsenqVr5QL8-1IrYPOga90fTs6rvDg/viewform?vc=0&c=0&w=1

Este ano, graças ao apoio da ALESC, a Associação das Letras não cobrará percentual sobre venda nem nenhum tipo de taxa para ocupação do espaço.

Basta preencher a reserva!

OBS: Serão seguidos os critérios expostos no cabeçalho do formulário.

V Encontro Catarinense de Escritores (VECE) – INSCRIÇÕES ABERTAS

Este ano a participação no Encontro Catarinense de Escritores será gratuita. Isto se dá graças ao apoio conseguido junto à Assembléia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) ao evento. Cada participante receberá um exemplar da Antologia que será lançada no primeiro dia do evento e todos que participarem de todos os períodos do Encontro poderão requerer Certificado de Participação.
No entanto, para que haja melhor organização, faz-se imprescindível a inscrição, que, na medida do possível, deve ser feita antecipadamente.
O Tema do Encontro é “Além do Bojador – Literatura de Viagem e Aventura” e a programação está recheada de participações de renome.
O evento terá início no dia 24/11 às 19 h com a Solenidade de Abertura, seguida da Palestra “Além do Bojador, muito mais aventuras e minha experiência literária” , com Amyr Klink. A recepção começa às 18 h com um coquetel e período para credenciamento.
Já no dia 25 o café estará servido a partir das 7h30min e o evento iniciará às 8h15min com a participação do casal catarinense Michelle Weiss e Roy Rudnick, contando sobre suas aventuras literárias do “Mundo por Terra”, destacando-se que a última parada deles nesta segunda volta ao mundo de caminhonete será justamente no V Encontro Catarinense de Escritores (VECE).
Ainda pela manhã haverá a participação do Dr. em Inglês e Literaturas Correspondentes, o catarinense Miguel Nenevê, que atualmente atua em Rondônia, sendo mestre também em Literatura Anglo-Americana e Pós-Doutorado em Estudos de Tradução e em Literatura Caribenha. Após um coffe-break oportuno para conhecer os trabalhos dos associados que estarão expondo e disponibilizando suas obras para venda, também abrilhantará o evento o escritor Jaraguaense Charles Zimmermann, com a palestra “O Mundo em duas rodas e muitos desafios”, ele que já percorreu diversos países no selim de sua bike e há pouco mais de um mês encerrou uma viagem de bicicleta pela Ásia.
À tarde, a partir das 13h30min haverá as participações do coaching Jonas Tilp com “Eu e minha mochila” e do Presidente da Fundação Catarinense de Cultura Rodolfo Joaquim Pinto da Luz que falará sobre “O cenário da cultura catarinense e suas perspectivas” e logo após o coffe da tarde haverá o debate “O papel das academias e outras entidades literárias no desenvolvimento da literatura”, com a participação da Academia Catarinense de Letras,  da Fundação Catarinense de Cultura, da Associação das Letras, da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina, da Academia Joinvilense de Letras e da Confraria do Escritor.
O evento traz também várias apresentações artísticas do Conservatório Belas Artes de Joinville e algumas apresentações especiais de Ricardo Ledoux, contando também com a participação confirmada de Jaanai Silva para a abertura do Encontro.
Garanta sua vaga!
Convide seus amigos e inscreva-se já!

Um arrastão de amor às letras

“Não tenho experiência de contato com alunos em sala de aula, para mim,  foi tudo novo, vejam o que escreveram”, transborda de entusiasmo João Borges, mostrando cartas carinhosas escritas pelos alunos. “Capim” conta que não conteve as lágrimas quando um aluno cego, de 16 anos, declamou um poema que aprendera ali, na sala, murmurado por uma colega para que ele o decorasse enquanto os outros declamavam. Márcia sorri com seu sorriso carinhoso ao falar de sua experiência, preparando-se para, à tarde, atender a outra escola, longe dali.

Milton não se contém e conta pormenores de como atuou com os jovens e de suas reações positivas. Mariane se ilumina ao falar dos poemas que os alunos escreveram. Rosana se envolve e envolve os alunos que descobrem segredos que não sonhavam existir.  

A escola inteira respira poesia, romance, crônica. Inala literatura e se encanta.

Em outra escola, crianças vêm ao  encontro e perguntam: “Você também é escritor?”, quando digo que sim, querem autógrafos.  A razão?  Bernadéte Costa  e Sílvio  cativam, fazem da literatura um encanto.  

“Dá vontade de ficar o tempo todo, participando”, nos recebe Elizete,  a secretária de educação, saindo de uma sala onde Valério e Bernadete Mattos fazem o que mais gostam:  mágica com a fantasia das crianças que querem contar de suas casas, seus avós.

Marlete vira brilho de felicidade e desvenda caminhos de descoberta com alunos deslumbrados com as letras, com a leitura. Pergunto ao Jura se valeu a pena, e ele, definitivo: “Muito, e não é nenhuma pena”, jogando o significado da palavra que também pode ser “castigo”.  

Diferentemente dos muitos discursos demagógicos, o prefeito, Clézio, acompanhado pelo vice, Jaime, percorre as salas de aula e conta da filha que chegou em casa contando dos escritores que estavam na escola nesse dia. À noite, 12 horas após o início, mais três turmas do ensino médio para cativar com a palavra, e o cansaço valeu a pena.

Um dia de trabalhar a magia da palavra foi o desafio que enfrentamos,  escritores da Associação das Letras, de Joinville, Jaraguá do Sul e Barra Velha  na última quinta-feira, em São João do Itaperiú:  fizemos o Arrastão Literário, conversando de várias maneiras sobre literatura  com todos os alunos das redes públicas municipal e estadual de educação no município, nas respectivas salas de aula.   

Num país de pouca leitura e pouca escrita, uma semente dessas frutificará, sim, que o digam os tantos sorrisos dos alunos de creches ao ensino médio que tornaram nosso dia inesquecível.

Donald Malschitzky

Arrastão Literário – São João do Itaperiú

A Associação das Letras realizou nesta quinta-feira (18), a primeira edição do “Arrastão Literário” em São João do Itaperiú. A atividade promove o encontro de alunos da rede pública de ensino com escritores, com o intuito de fomentar uma paixão pela palavra, gêneros de escrita e leitura.

A ação foi realizada em todas as escolas da cidade, promovendo a interação com cerca de 1000 estudantes, desde as séries iniciais até alunos do ensino médio. A cidade foi escolhida pelas ações de estímulo à leitura, como a declamação e performance de poemas realizada todo ano na Escola Estadual Básica Elvira Faria Passos. Representantes do poder executivo e da secretaria de educação acompanharam parte das atividades e ressaltaram a importância de ideias como essa. “Promover o primeiro encontro entre escritor e alunos é ótimo para despertas as pérolas escondidas, um grande estímulo à leitura”, declarou o prefeito Clézio José Fortunato.

O encontro com escritores foi inédito para grande parte dos estudantes. Entre conversas e explicações, os associados criaram diversas dinâmicas de estímulo à leitura e escrita, como escrita de cartas, declamação de poemas, desenhos, criação de frases e textos; e contações de histórias para as crianças. A experiência também foi inspiradora para os associados, pois possibilita novas interpretações e instiga a imaginação, como destaca Mariane Eggert de Figueiredo, uma das participantes do encontro. Com o sucesso da ação, a Associação das Letras projeta a continuação do “Arrastão Literário” em outras cidades da região, aproximando os laços entre os jovens e a literatura.

Participaram do projeto: Donald Malschitzky, Valério Mattos, Bernadéte Costa, Marlete Cardoso, Rosana Ritzman, Mariane Eggert de Figueiredo, João Borges, Jura Arruda, Valmir ‘Capim’ Neitsch, Milton Maciel, Silvana Beck, Márcia Cordeiro, Maria Bernadete de Oliveira Mattos, Silvio Vieira.

Escolas: Escola Estadual Básica Elvira Faria Passos, Escola Municipal Monsenhor Sebastião Scarzello,  Escola Municipal Professora Maria Gasino Borba, Escola Municipal Catulino Onofre Rosa.

Confira alguns registros do Arrastão:

 

Reunião da Associação (Abril)

Neste sábado (29),  foi realizada a nossa reunião mensal dos associados. O encontro, que ocorreu no Galpão da Applaj, contou com uma programação diversificada para aqueles que estiveram presentes. Um desses momentos, foi a conversa sobre o autor Machado de Assis, mediada por Carlos Adauto Vieira, o Charlot. Conhecedor da obra do mais prestigiado escritor nacional, Charlot trouxe informações sobre a vida e obra de Machado, assim como especulações sobre seu livro mais conhecido, Dom Casmurro. 

Outra atividade realizada foi a Oficina sobre o uso da vírgula e dos porquês, ministrada pela associada Mariane Eggert de Figueiredo. Com o objetivo de esclarecer algumas dúvidas comuns aos leitores e escritores, a ação contou com exercícios e troca de ideias sobre o uso na escrita. Por fim, o presidente da Associação das Letras, deu os informativos e agenda de programações de eventos em que os associados vão estar presentes. Para saber mais informações, que em breve divulgaremos em nosso site e redes sociais.

Confira a seguir alguns dos registros desse encontro:

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: