Arquivos de Categoria: Sem categoria

Projeto “Escrito na Areia” invade Barra Velha

O projeto Escrito na Areia invadiu a praia de Barra Velha no último dia 05 de outubro. Aproximadamente setenta estudantes de quinto ano do município de São João do Itaperiú escreveram frases, versos e poemas coletivos nas Areias da praia. O presidente Donald explicou que o objetivo do projeto é o incentivo à escrita de poesias de forma lúdica, em ambiente descontraído e inspirador. Ele propôs aos alunos que escrevessem seus textos na Areia bem próximo ao Mar para que, a

o arrastar as letras água adentro, o Mar os imortalizasse … Com certeza a experiência ficará marcada na memória e na alma da garotada.

Alguns participantes, entre escritores e alunos, concederam entrevistas à NSC – sucursal da Rede Globo. Você pode acompanhar a reportagem veiculada no Jornal do Almoço de sábado (07/10) através do link abaixo:

http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/jornal-do-almoco/videos/t/edicoes/v/projeto-incentiva-a-pratica-de-poesia-na-beira-do-mar-entre-criancas-em-barra-velha/6201488/

 

 

ÚLTIMOS DIAS PARA ENVIO DE TEXTOS À ANTOLOGIA  

Dia 30 encerra-se o prazo para envio de textos (Poesias, Contos ou Crônicas) para participação da Antologia “Viagem das Letras”, a ser lançado no dia 24 de novembro no
ampulheta
V Encontro Catarinense de Escritores.
É a primeira vez que a Associação abre a oportunidade de participação também a estudantes do Ensino Médio e Fundamental de todo o Estado.
O Tema dos textos é “Viagem” e os editais estão publicados desde o início deste mês no link Editais: https://associacaodasletras.com.br/editais/

Iniciou o Ciclo de Oficinas com turma de Jornalismo do Bom Jesus – IELUSC

Aconteceu no último sábado (09/09) a Primeira Oficina ministrada por uma equipe de estudantes de Jornalismo do Bom Jesus – IELUSC. A oferta à Associação foi possível via projeto de Jornalismo Comunitário desenvolvido pela Entidade junto aos alunos.

A primeira oficina aconteceu na Livraria O Sebo (sempre parceria da Associação) e trouxe várias dicas para melhor “Aproveitamento de redes sociais”, trabalhando ainda “Fotografia e edição de imagens pelo celular” com os participantes. 

A próxima oficina disponibilizada aos associados será no Bom Jesus – IELUSC dia 30 de setembro das 8h30min às 11h, com o tema Como fazer um bom programa de rádio?”

As inscrições já estão abertas e as vagas são limitadas.

Associados interessados devem inscrever-se através do e-mail da Associação: associacaodasletras@hotmail.comoficina

“Como Produzir e Vender Seus Livros”

Ontem (2 de março), a Mesa Redonda “Como Produzir e Vender Seus Livros”, reuniu escritores da cidade e região para conversar sobre o mercado editorial e quais os desafios em publicar seus títulos, na Sociedade Harmonia Lyra.

Mediados por Donald Malschitzky, presidente da Associação das Letras, os autores Milton Maciel, David Gonçalves, Jura Arruda e Bernadéte Costa contaram um pouco da sua trajetória pessoal, a rotina como escritores e divulgadores de suas obras e produção independente.

O público pode interagir com os convidados e tirar suas dúvidas sobre a publicação e venda de livros.  Um dos temas debatidos foi o desenvolvimento de um público leitor. David Gonçalves comentou sobre a necessidade da expansão além da cidade ou região onde se vive, e que vende ideias através de seus livros.

Convidado com frequência para palestras, ele afirma que a inclui seus livros no pacote de inscrição desses eventos. “Eu converso com os organizadores que incluam o valor do meu livro a ser repassado ao custo que o público irá pagar para participar do evento . Quando as pessoas vão às minhas palestras, já recebem o livro como garantia e se por acaso não lerem, com certeza eles repassam, e o livro entra em circulação”, argumenta David. 

O escritor Milton Maciel parte de outra premissa: a autoprodução literária e a venda de seus títulos pela internet e apenas em eventos que participa, sendo ele mesmo responsável por publicar e levar suas obras ao encontro do público. “Há muito mais locais do que livrarias para se vender seus livros. Normalmente só uso esse espaço para o lançamento, depois, vendo conforme demanda e interesse do público”, ressalta o autor, que edita seus livros de maneira particular. Milton ressaltou que os livros de não-ficção vendem mais que os simplesmente literários e mesmo na fantasia, ele busca elementos históricos ou espaços reais para tornar suas narrativas mais atraentes ao olhar do leitor.

Ainda na área da produção independente, Bernadéte Costa explicou como funciona o trabalho em sua própria editora, a Manuscritos. O destaque segundo ela é o respeito à obra do autor. Se hoje boa parte das editoras toma o direito autoral da obra para si e muda o formato da obra, fazendo do jeito que querem,  o diferencial da Manuscritos é o respeito ao autor. “Nós realizamos um trabalho de assessoria com o escritor, orientando os passos que devem ser feitos, e se ele deseja publicar seu livro conosco, respeitamos os desejos dele, desde a história, diagramação, capa, e tudo mais, ele sempre está presente nessas decisões editoriais”, completa. 

Jura Arruda, que nos últimos anos se dedica inteiramente ao seu trabalho literário, contou sobre sua trajetória na literatura infantil. O autor costuma ser convidado para conversar com os alunos nas escolas e lá mesmo, onde vende seus livros, também recebe novas ideias para produzir em suas obras. Arruda também concorda com David quanto a expansão além da cidade ou do estado. “Pouco tempo atrás, estive no Nordeste divulgando meu trabalho. E o resultado foi ótimo. No Sudeste, por exemplo, meus livros estão nas prateleiras das livrarias. Claro, poucas edições, escondidas de autores mais conhecidos, mas seu nome está lá, e nessa carreira, é muito importante ter seu nome visto em outros locais, isso dá bastante resultado”, conclui o autor. 

Jura também falou sobre a oportunidade de se passar uma mensagem ou um conteúdo didático através das histórias infantis, destacando a importância do lúdico como ferramenta facilitadora no processo de aprendizado das crianças. O evento também contou com a participação do público, que pode levantar direcionou perguntas aos convidados. Após a mesa-redonda os participantes serviram-se de um coquetel oferecido pela Academia Joinvilense de Letras.

Confira alguns registros do evento

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto: Mateus Pereira 

Giro Literário nas Escolas

Caros Associados.

O projeto Giro Literário movimentou mais dois espaços estudantis essa semana. Nessa segunda-feira (25), escritores membros da Associação das Letras participaram de encontros com alunos do Colégio Santo Antônio – INESA, em Joinville, e da Escola Estadual Básica Elvira Passos, de São João do Itaperiú. 

Confira a seguir os registros dos encontros: 

Lançamento Literário

Caros Associados!

Na próxima sexta-feira o  João Marcos Buch, Juiz Corregedor da Vara de Execuções Penais de Joinville, lança seu livro “Diário de Bordo de um Juiz das Causas Humanas”, na Escola do Teatro Bolshoi, a partir das 19h. Junto ao lançamento haverá o bate-papo ” com o autor do livro e a Professora Maria de Lourdes Zimath, coordenadora de Direito da Faculdade Cenecista de Joinville (FCJ). A entrada é franca.

Esperamos que você prestigie esse evento!

Convite_João_Marcos_Buch_Diário_de_bordo_de_um_juiz_das_causas_humanas_29-07_SC

%d blogueiros gostam disto: