16ª FEIRA DO LIVRO DE JOINVILLE

A 16ª Feira do Livro de Joinville neste ano de 2019, esta sensacional, os escritores joinvilenses ganharam do Instituto Feira do Livro de Joinville, um estande de destaque, ele fica situado logo na entrada da feira, sendo o primeiro estande do lado esquerdo.

Os escritores associados se revezam no estande, realizando o atendimento ao público, buscando efetuar a venda dos livros dos associados e realizando um bate-papo direto com o público.

Venha para a 16ª Feira do Livro de Joinville!

Venha conversar conosco!

Anúncios

ASSEMBLEIA GERAL dia 05/08/19 na Livraria o SEBO, às 19:00hs. escritor associado venha participar! REUNIÃO DE AGOSTO dia 26/08/19 na Livraria o SEBO. REUNIÃO DE JULHO – aconteceu no dia 29/07 – na residência da escritora Ana Simões. REUNIÃO DE JUNHO – aconteceu na livraria o SEBO. REUNIÃO DE MAIO – aconteceu na casa da associada Roseli. REUNIÃO DE ABRIL – 2019

A reunião ordinária do mês de abril acontecerá no próximo dia 29/04/19 – das 19:00 às 21:00 horas, na cafeteria: Glamúria Panetteria, situada a rua Max Colin, 707, Centro, Joinville/SC.

Os Associados – Alcides Buss


ALCIDES BUSS (Salete, SC – 1948) é professor de Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina desde 1980, tendo se aposentado em 2008. Foi diretor da Editora da UFSC no período de 1991 a 2008. Anteriormente, foi professor titular de Literatura Brasileira e Teoria Literária na Univille (Joinville, SC), entre 1974 e 1979. Iniciou sua carreira literária com o livro Círculo Quadrado, em 1970. Depois disto publicou mais vinte obras, sendo uma delas um estudo sobre Cobra Norato, do modernista Raul Bopp. Durante a década de 70, atuando como diretor de cultura da Prefeitura de Joinville (SC), promoveu um trabalho de resgate da cultura popular e de popularização das artes em geral, que ficou conhecido em todo o Brasil. Concertos, recitais eruditos e espetáculos de dança passaram a ser levados a lugares tais como praças públicas, escolas e igrejas. Exposições artísticas circulavam, de forma itinerante, nos bairros da cidade. E a literatura, especialmente a poesia, foi às ruas através de varais literários, dos quais foi o criador.

%d blogueiros gostam disto: