Os Associados – Inês Pozzagnollo

Inês PozzagnoloTeóloga brasileira, educadora e escritora. Cursou arqueologia bíblica com estágio de 16 dias em Israel (2013). Possui mestrado em Religião e educação pela faculdade EST. Escola Superior de Teologia (2012). Graduou-se em Teologia pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix/Faculdade Evangélica de Teologia – FATE BH (2009). Atuou como diretora do COMPED em Joinville (SC) Curso de Orientação e Motivação para professores e de Escola Bíblica e Lideranças de 2006 a 2013. É autora dos seguintes livros: 1) – Aquele que morreu de amor (2015). 2) – Bem-aventuranças: Didaqué Querigma e ensino transformador (2013). É autora do capítulo BREVE ANÁLISE DO EVANGELHO DE MATEUS: Jesus, vida social e sua relação com as bem-aventuranças no livro RELIGIÃO, POLÍTICA PODER E CULTURA NA AMÉRICA LATINA. (2013). Autora do Capítulo 7: Jesus Cristo o agente da educação transformadora no livro ENTRE FLORES E ESPINHOS o Espírito em movimento na Assembleia de Deus -2013. É organizadora do Livro Linguagens do educador cristão. É colaboradora do livro O Reino entre príncipes e princesas. 75 anos da história da Assembleia de Deus em Joinville. (2008) e de vários artigos em jornais blogs e sites. Desde 1999 é professora de teologia e atua com posicionamento bíblico e teológico em programas de radio e TV. Apresenta palestras no Brasil e no exterior.

Livros Publicados

aquele que morreu de amorAQUELE QUE MORREU DE AMOR

Critica e interpretação. 14×21. 63 p. Oikos Ed. 2015.

Alguém foi capaz de nos amar plenamente na vida, na morte e em sua ressurreição. No golpe da cruz se juntam toda a crueldade e a maldade humana e Jesus sofre em sua humanidade os algozes da desumanidade. Mas se levanta glorioso, num amor puro que perdoa, e ao fazer isso, vence a morte e ressignifica a vida.

 

as bem aventurançasAS BEM-AVENTURANÇAS

Crítica e interpretação. 14×21. 104 p. Oikos Ed. 2013.

O ensino transformador de Jesus é ancorado na ética e no amor. A partir das bem-aventuranças, que visam concretizar a fé, seu posicionamento é ao lado do pobre, do simples, do injustiçado. Ensinar conforme o exemplo deixado por Ele vai além de transferir, implica em importar e preocupar-se com o outro. Quanto mais próximos estivermos destes ensinamentos, mais humanos nos tornaremos.

 

%d blogueiros gostam disto: